sábado, 17 de janeiro de 2015

Coluna: TPM

Postado por Viviann Kelly às 13:56
Apresentando nosso colunista Fernando Ferraz!! Obrigada por ter aceitado o convite

A TPM
        ... Dona Judith entra na sala falando que eu deixo tudo fora do lugar, que minhas coisas são demasiadamente desorganizadas, que meus livros estão dando muita dor de cabeça.
        Quando ela chegava desse jeito no escritório ninguém mexia, ela estava de TPM, Dona Judith tinha 47 anos, uma personalidade forte, uma senhora que todos respeitavam, ela não tinha muita instrução por isso algumas palavras erradas, ela limpava minha sala todos os dias, e quando de bom humor ela falava que eu era o filho que ela nunca teve.
        Mas quando estava de TPM, era um caos, tudo era motivo para algo, às meninas falando, ou a caneta que caia, ou a musica, mas ela é a pessoa mais doce do mundo.
        - Eu já falei pro “senhor” que esses bonecos olham para mim de um jeito estranho.
        - Dona Judith, que dia é hoje. – pergunto de proposito para se lembrar de que ela estava de TPM.
        - O senhor me faz varias perguntas, não sou uma gênia para saber disso, pergunta para sua secretaria bonitinha de 23 aninhos.
        - Hoje Dona Judith é dia 5, ou seja, dia que a senhora está de TPM.
        - Agora tudo é a minha TPM
        - Dona Judith, veja só! Eu estou escrevendo um artigo para a revista à senhora não quer ler?
        - Não Dr. Estou cansada e muito irritada.
        - Dona Judith a senhora pode me trazer esse café que deixei em cima da mesa?
        - Está aqui Dr. Sei que estou chata hoje, mas não ligue, é apenas por cinco dias.
        E como eu gostaria que esses dias passassem logo, depois da dona Judith quem ficava de TPM era a minha secretária, ninguém podia querer falar comigo, ela começava a brigar, mas elas queriam que eu fosse tudo, o pai, filho, neto, namorado, ficante, noivo, entre outros, era muito complicado viver em um universo desse jeito.
        - Dr. Martins, telefone para você. – fala a secretária com a voz alterada.
        - Viu! Dona Judith, uma nem saiu ainda da TPM e a outra já entrou, vocês mulheres me deixam louco! – falo isso passando a mão no cabelo e colocando o telefone na orelha.
        - Sempre a minha TPM!
        - Alô!
        - Alô? Você ficou louco de atender a sua esposa com um simples alô?
        - Meu Deus! Vocês mulheres, e essa maldita TPM, minha secretária, a dona Judith e agora você, já não basta o trabalho, agora todo mundo ta de TPM!
        Todas as mulheres do escritório se levantam e invadem a minha sala. Reclamando, chorando, felizes, tristes, irritadas e com essa maldita TPM.
        Dou um pulo de minha cadeira e...
        ... Remexo e noto que algo está estranho, parece que...
        ... Estou dormido e tive um grande pesadelo.
        Imagina essas meninas me deixando louco até em meus sonhos.

0 comentários:

Postar um comentário

 

Point da Literatura Template by Ipietoon Blogger Template | Gadget Review